FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Admin em Qua Abr 03, 2013 12:51 am

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Admin
Admin

Mensagens : 8
Data de inscrição : 03/04/2013

Ver perfil do usuário http://formacaodocentefest.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por taynara karuany rego em Sex Abr 05, 2013 10:54 pm


PROJETO DIDÁTICO INTERDISCIPLNAR:
DIALOGANDO COM OS CONCEITOS ESTRUTURANTES NA FORMAÇÃO DOCENTE
ACADÊMICO/A: TAYNARA KARUANY REGO ARAÚJO
III PERÍODO PEDAGOGIA, NOTURNO

QUADRO DE CONCEITOS DO FÓRUM VIRTUAL
REFERÊNCIAS: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes Necessários à prática educativa/ Paulo Freire: Paz e Terra,1996 (coleção leitura)

CONCEITOS
(NO MÍNIMO 10CONCEITOS)
O QUE EU APRENDI
(ENTENDIMENTO DO ACADÊMICO)
GLOSSÁRIO
(CONCEITO DO AUTOR CONSTANTE NO LIVRO)

Curiosidade epistemológica
Na medida em que se aprende criticamente, é que se constroem as próprias opiniões e se desenvolvem eticamente.
Quanto mais criticamente se exerça a capacidade de aprender tanto mais se constrói e desenvolve.
Pensar certo
È tomada de decisão de forma ética e sua ação se comprova na sua vivência.
Algo que se faz e que se vive enquanto dele se fala com a força do testemunho.
Transgressão
Assumir uma postura que não seja eticamente aceitável.
Ruptura com a decência.
Aprender
Quando você cria algo, é seu conhecimento
Próprio ninguém tira.
È uma aventura criadora algo,por isso mesmo muito mais rico do que meramente repetir a lição dada.
Curiosidade domesticada
E restrita e não ampla se basta com conceitos de terceiros e se priva da real curiosidade que é representada na ação na busca pelo conhecimento.
Memorização mecânica do perfil deste ou daquele objeto, mas não o aprendizado real ou o conhecimento cabal do objeto.
Autoritarismo
Usa a imposição como objeto da autoridade e assim restringe a liberdade.
E a ruptura em favor da autoridade contra a liberdade.
Mandonismo
Prazer em expor seu autoritarismo
Gozo irrefreável e desmedido pelo mando.
Politicidade da educação
È a motivação a cerca da construção da própria identidade educadora.
Ação especificamente humana de endereçar-se até sonhos, ideais, utopias e objetivos.
Espaço pedagógico
È na vivência do espaço que se constrói e reconstrói as possibilidades de aprendizagem.
E um texto para ser constantemente “lido” interpretado, ”escrito”e”reescrito”.
Burocratização da mente
Ato de alienar a mente com a imposição de ideias pessoais, para que sejam aceitas pelo outro.
Poder invisível da domesticação alienante que alcança a eficiência extraordinária.


taynara karuany rego

Mensagens : 8
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por rogenilson lima em Qua Abr 17, 2013 2:30 am

PROJETO DIDÁTICO INTERDISCIPLNAR:
DIALOGANDO COM OS CONCEITOS ESTRUTURANTES NA FORMAÇÃO DOCENTE
ACADÊMICO/A: Rogenilson Lima Nascimento


III PERÍODO NOTURNO


QUADRO DE CONCEITOS DO FÓRUM VIRTUAL

REFERÊNCIAS: Freire, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção Leitura)
Conceitos O que eu aprendi Glossário
Docência sem discência Na relação entre professor e aluno se faz necessário à trova mútua de saberes, uma vez praticada esta relação proporcionará uma nova aprendizagem, sendo que o educador deixará de ser um mero transmissor de conhecimento e o aluno um sujeito, apenas receptor. Havendo essa relação ocorrerão novas aprendizagens, estás sendo significativa para ambos. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. (Pág. 23)
Educação bancária A educação bancária ainda se encontra presente em pleno século XXI, onde os alunos apenas são recipientes de conteúdos, que algumas vezes são desnecessários a sua vida. Nesta educação não ocorre à dialética entre professor e aluno, da qual é necessário no ambiente escolar. O necessário é que, subordinado, embora à prática “bancária”, o educando mantenha vivo em si o gosto da rebeldia que, aguçando sua curiosidade e estimulando sua capacidade de associar-se, de aventurar-se, de forma o “imuniza” contra o poder apassivador do” bancarismo”. (Pág. 25)
Rigorosidade metódica O ambiente escolar não deve se poldar apenas em transmitir conteúdos, se caracterizando em um ensino conteudista, mas o educador deve estar voltado em uma prática em que faz seu educando a pensar, a criticar, analisar, questionar, perguntar e instigar, métodos estes que devem ser implantados em sala de aula, fazendo com que os alunos se tornem em cidadão críticos e autônomos no seio da sociedade vigente. Percebe-se, assim a importância do papel do educador, o mérito da paz com que viva a certeza de que faz parte da sua tarefa docente não apenas ensinar os conteúdos, mas também ensinar a pensar certo. (Pág. 27).
Pesquisa O educador comprometido com seu papel deve trabalhar constantemente o ato da pesquisa, uma vez que, este proporciona o educando uma nova forma de pesquisar, esta permiti o educando a pensar, a verificar, constatar. Ainda ressalto que a pesquisa deve ser uma prática do educador e do educando. A partir do momento em que o educador é um pesquisador, este refletirá para que seu aluno possa se espelhar nele. A pesquisa proporciona um novo horizonte, uma forma de ter novos conhecimentos. Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. (Pág. 29)
Saberes do educandos É bastante perceptível em nossa sociedade, que algumas atitudes, tais como: um sistema conteudista, ainda é bem visível, da qual este sistema impossibilita se trabalhar verdadeiramente os saberes dos educados, muitas vezes conteúdos que são dissociados da realidade da criança são trabalhados de forma impregnada. Quando se trabalha os saberes dos educados, pode-se observar que o desempenho e o desenvolvimento é diferenciado. O professor sábio aproveita as experiências que tem seus alunos. Por isso mesmo pensar certo coloca ao professor ou, mais amplamente, à escola, o dever de não respeitar os saberes com que os educandos, sobretudo os das classes populares, chegam a ela – saberes socialmente construídos na prática comunitária... (Pág. 30)
Reflexão sobre a prática O professor constantemente deve fazer uma auto-avaliação, verificando aonde precisa melhorar, fazendo os seguintes questionamentos: em que devo melhorar, por que melhorar. A partir do momento em que o educador faz estes questionamentos, o mesmo buscará novas formas de repensar a sua prática pedagógica, uma vez que, fazendo estes questionamentos, possibilitará o educador a rever as suas metodologias, das quais são necessárias para sua prática pedagógica, assim obtendo um bom êxito no ambiente escolar. Por isso é que, na formação permanente dos professores, o momento fundamental é o da reflexão crítica sobre a prática. É pensando criticamente a prática de hoje ou de ontem que se pode melhorar a próxima prática. (Pág. 39)
Transferir conhecimento Se o bom educador compreendesse que ensinar é perpassar a transmissão de conteúdos, não teríamos tantas dificuldades em sala de aula com aprendizagem. O educando deve ser o construtor da sua aprendizagem, nesse sentido o educador é apenas o auxiliador desta construção. Deve-se compreender que a aprendizagem deve promover a autonomia e é nessa autonomia é que o educando terá seu crescimento cognitivo e emocional. Saber que ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para sua própria produção ou a sua construção. (Pág. 47)
Autonomia do educando O professor autoritário impossibilita do educando ter um crescimento. O mesmo tem que dar possibilidades para seu educando tenha autonomia, esta que possibilita a criança ter novas aprendizagens, além de que o educador deverá respeitar a curiosidade do seu aluno, fator este primordial no ambiente escolar. A curiosidade aguçada promove uma aprendizagem significativa e o professor ao ver este ponto deverá respeitar e trabalhar nesse sentido, para promover um ambiente estimulador e questionador. O respeito à autonomia e à dignidade de cada um é um imperativo ético e não um favor que podemos ou não conceder uns aos outros. (Pág. 59)
Alegria e esperança Sabe-se que a tarefa da educação é árdua, mais não é difícil, quando ambos andam em mesma direção, podemos afirmar e confirmar que a educação ainda tem uma esperança. Esperança que o educando e educador possa progredir no mesmo sentido, havendo um ensino dialético, havendo uma aprendizagem significativa. Há uma relação entre a alegria necessária à atividade educativa e a esperança. A esperança de que o professor e alunos juntos podem aprender, ensinar, inquietar-nos, produzir e juntos igualmente resistir aos obstáculos a nossa alegria. (Pág. 72)
Mudança A mudança se faz necessária no âmbito escolar, deve ter quebras de paradigmas, deve ser visto e revisto as políticas publicas implantas em nosso país, se estas convêm à realidade das nossas escolas. O que devemos ter consciência de que na educação não deve ter uma dicotomia, ou seja, uma dissociação da teoria da prática. A mudança é necessária para que haja novos horizontes, novas formas de ver a nossa educação. A partir do momento que houver mudanças, pode-se dizer que houve crescimento. Quando me refiro à mudança, não digo apenas no sentido da hierarquia maior, que no caso é o Estado, mais afirmo também a mudança necessária do educador, para que ele possa ver e rever seus conceitos de educação e principalmente a sua prática pedagógica. É a partir deste saber fundamental: mudar é difícil mas é possível, que vamos programar nossa ação política-pedagógica... (Pág. 79).












rogenilson lima

Mensagens : 1
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por luzilene campos de sousa em Qua Abr 17, 2013 11:19 pm

Saberes necessários à prática educativa

LEITURA O hábito de leitura é uma prática extremamente importante para desenvolver o raciocínio, o senso crítico e a capacidade de interpretação. A leitura verdadeira se compromete com o texto e se tem uma compreensão fundamental.
ENSINAR E transmitir o conhecimento que se baseia na concepção da oratória e da escrita. E uma postura exigente, difícil, às vezes penosa, que temos de assumir diante de outros e com outros.
CURIOSIDADE Vontade de ver, de conhecer: satisfazer sua curiosidade Exercer a minha curiosidade de forma correta é um direito que tenho como gente.
AUTONOMIA Aptidão ou competência para gerir sua própria vida, valendo-se de seus próprios meios, vontades e/ou princípios A autonomia vai se constituindo na experiência de várias e inúmeras decisões que vão sendo tomadas.
ESCUTAR Prestar atenção, para ouvir alguma coisa O educador que escuta aprende a difícil lição de transformar o seu discurso, às vezes necessário, ao aluno, em uma fala com ele.
COMPROMISSO E ter comprometimento. Cumprir uma promessa ou obrigação mais ou menos solene. Cumprimento ético do dever do professor do exercício de sua autoridade.
PROFESSOR O que ensina uma ciência, aquele que leva o conhecimento. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.
CONHECIMENTO Ato de conhecer, capacidade de conhecer a si próprio. Ao ser produzido, o conhecimento novo supera o outro que antes foi novo.
PESQUISAR Ato de pesquisar, informar-se de uma investigação. Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Pesquiso para constatar, constatando, educo e me educo.

APREENSÃO Efeito de apreender retirar pessoa ou coisa do poder de alguém. Construir, reconstruir, constatar para mudar.

luzilene campos de sousa

Mensagens : 1
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por evacruz em Sex Abr 19, 2013 12:18 am


PROJETO DIDÁTICO INTERDISCIPLNAR:
DIALOGANDO COM OS CONCEITOS ESTRUTURANTES NA FORMAÇÃO DOCENTE
ACADÊMICO/A: EVA FERREIRA DA CRUZ
III PERÍODO PEDAGOGIA, NOTURNO.

QUADRO DE CONCEITOS DO FÓRUM VIRTUAL
REFERÊNCIAS: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes Necessários à prática educativa/ Paulo Freire: Paz e Terra, 1996 (coleção leitura)
www.formaçãodocentefest.forummeiros.com

CONCEITOS
O QUE EU APRENDI

GLOSSÁRIO

Ensinar exige rigorosidade metódica



O educador tem o dever de despertar no educando a capacidade de criticar, pois educar não se limita apenas em passar conteúdo, mas em despertar a curiosidade, ensinar a pensar. O educador democrático não pode nega-se o dever de, na sua prática docente, reforçar a capacidade crítica do educando, sua curiosidade, sua insubmissão.
Ensinar exige pesquisa



Para ensinar algo, e necessário que se tenha algo à ensinar, a pesquisa e um método fundamental para se obter mais conhecimento, essa pesquisa pode ser científica ou não. Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino.
Ensinar exige respeito aos saberes dos educandos



Toda criatura ao chegar em sala de aula, já vem com um conhecimento adquirido. saberes construído em sua vidas particulares, educação informal Professor e escola deve de não só respeitar os saberes com que os educandos, sobretudo os das classes populares.
Ensinar não é transferir conhecimento. O conhecimento dever ser construído nunca transmitido, criar possibilidade, fazer as pessoas pensar, despertar o senso critico do cidadão, isso sim é educação. Saber que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.
Ensinar exige consciência do inacabado. O ser humano é uma fonte de água, quanto mais tira, mas mina. Por isso o homem é um ser inacabado, todos os dias apreendemos algo novo, e todos os dias temos muito para apreender. Onde há vida, há inacabado.
Ensinar exige bom-senso Bom-senso é fundamental na prática educativo, para não cometer nenhum tipo de injustiça com o aluno. Ex.: abrir exceções na data de recebimento da atividade, antes ouvir a justificativa do aluno e analisar. Bom-senso tem uma importância enorme na avaliação que, a todo instante, devo fazer de minha prática.
Ensinar exige humildade, tolerância e luta em defesa dos direitos dos educadores.


Devido as lutas da classe de professores ouve algumas melhorias educacionais ao logo do tempo, porem ainda tem muito a melhorar essa luta ainda é muito longa. Essa luta faz necessários por respeito dignidade. A luta em favor do respeito aos educadores e à educação inclui que a briga por salários menos imorais é um dever irrecusável e não só um direito deles.
Ensinar exige alegria e esperança


Esperança e algo fundamental em tudo que fazemos e cremos, na educação sempre há esperança na aquilo que vai ensinar e aprender. Há uma relação entre a alegria necessária à atividades educativas e a esperança
Ensinar exige convicção de que a mudança é possível. Mudança acontece todos os dias, nos somos totalmente influenciados, na educação precisamos despertar nas pessoa a capacidade de mudanças pra melhor que cada um de nós temos. O mundo não é. O mundo está sendo.
Ensinar exige curiosidade A suma importância que o educador tem a curiosidades, naquilo que importante para construir mais conhecimento, pois ela inquieta move a novas buscar. Se há uma pratica como negação experiência formadora é a que dificulta ou inibe a curiosidade do educando e, em consequência, a do educador.




evacruz

Mensagens : 5
Data de inscrição : 09/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Joelma de Sousa Martins em Sex Abr 19, 2013 12:39 am

Paulo Freire no livro PEDAGOGIA DA ECONOMIA: SABERES NECESSÁRIOS Á PRÁTICA EDUCATIVA, infatiza muito a questão de que quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender, que o educador tem o dever de despertar no educando a capacidade de criticar, pois educar não se limita apenas em passar conteúdos, mas em despertar a curiosidade, ensinar a pensar, ou seja, quanto mais se exerce a capacidade de aprender tanto mais se constrói e se desenvolve.

Joelma de Sousa Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por GHEYSA DA SILVA CRUZ em Sex Abr 19, 2013 12:45 am

O livro Pedagogia da autonomia é muito interessante e também já ouvi falar muito do mesmo. Pelo o que eu observei esse livro vem nos trazer conceitos de palavras que aparecem no nosso cotidiano e também palavras que não vemos diariamente, que agora podemos usar com frequência.

GHEYSA DA SILVA CRUZ

Mensagens : 7
Data de inscrição : 04/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Mayra Oliveira Silva em Sex Abr 19, 2013 12:46 am

O educador é aquele que não só transmiti conhecimento, mas sim aquele que media conhecimento capaz de torna seu aluno conhecedor dos assuntos e um ser crítico, um ser argumentativo que impõe suas opiniões sem deixa ser alienado pelas outras pessoas.
Só é possivel ensinar algo se o professor tiver conhecimento do seu conteúdo, pois não tem como ensinar aquilo que não se sabe, que nunca viu falar, pois quando um professor é vago de conhecimentos e práticas não tem como responder algo quando for questionado por seus alunos.
É preciso compreender que ensinar é uma troca de conhecimentos pois ninguém sabe tudo, estamos sempre em fase de transformação. O professor tem que esta atento ao conhecimento que seu aluno trás de casa, ele já vem com um conhecimento prévio que precisa ser aproveitado e melhorado para o desenvolvimento da aprendizagem do aluno.

Mayra Oliveira Silva

Mensagens : 6
Data de inscrição : 06/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por ariadina da silva brandao em Sab Abr 20, 2013 7:09 pm

Ensinar não é transferir conhecimento e nem se limitar,é criar situações para que o aluno possa descobrir,pesquisar e ter suas próprias possibilidade de construção,é muito importante que o professor possa ter uma boa interação na sala de aula onde os alunos possam dar suas opiniões e ter oportunidade de participar.

ariadina da silva brandao

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Maria Simone em Sab Abr 20, 2013 9:43 pm

Compreende-se, que a educação é um processo de humanização, onde o aluno adquiri conhecimentos e saberes que são mediados através do professor, que possibilita ao aprendiz o seu denvolvimento cognitivo. Para isso, é necessário que a escola como espaço pedagógico, ofereça ao aluno uma estrutura de qualidade e métodos inovados e acessíveis a criança, onde ela possa construir seus próprios conhecimentos, e que o educador desperte no aprendiz a curiosidade de aprender.

Maria Simone

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Ticiana de Oliveira Melo em Dom Abr 21, 2013 12:18 am

Pedagogia da Autonomia o própio nome já nos transmite algo a ser pensado e discutido, pois essa autonomia nos podemos conquistar atraves da educação nos tornando seres criticos e não só alunos "bancarios", alunos que não tem a oportunidade de construir seu conhecimento própio, só o professor é o dono do conhecimento. Paulo Freire, nos traz em um dos topicos de sua obra uma reflexão para nos futuros pedagogos, que a tarefa da educação ela é árdua,mais não é dificil, quando anbos andam em uma mesma direção, e vem afirmar que a educação tem esperança. Portanto se o professor e aluno estiverem juntos e firmados na busca desce conhecimento, o crescimento dessa aprendizagem será uma construção para vida toda.

Ticiana de Oliveira Melo

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por priscilla silva araujo em Dom Abr 21, 2013 1:34 am

O livro vem para monstra que ter conhecimentos sobre o sistema de como se ensina e como se aprende e importante na vida do professor, pois necessita-se de vivencias para que essa pratica educativa ocorra com qualidade,desempenhado cada vez mais esta construção de aprendizagem.

priscilla silva araujo

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por williany em Dom Abr 21, 2013 5:04 pm

O livro ressalta que o professor sábio aproveita as experiências que tem seus alunos. Pois o professor autoritário impossibilita do educando ter um crescimento. O mesmo tem que dar possibilidades para seu educando tenha autonomia, esta que possibilita a criança ter novas aprendizagens, além de que o educador deverá respeitar a curiosidade do seu aluno, o educador democrático não pode se negar o dever de, na sua prática docente, reforçar a capacidade crítica do educando, sua curiosidade.
COMENTÁRIO DE WILLIANY LILIAN

williany

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Vanderleia Ivo Santos em Ter Abr 23, 2013 12:46 am

O livro ressalta muito bem que o nosso conhecimento adquirido tanto no leito da familia, quanto nas instituição,no trabalho ou o meio a qual convivermos é um pratimonio que ninguem pode rouba-lo, mais o educador tem o dever de fazer sua idéias fluirim cada dia mais e mais , pois é obrigação do orientador ativar o as idéias do aprendiz, fazer ele pessoas capazes de que produzir e não reproduzir.

Vanderleia Ivo Santos

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

por suzane negreiros

Mensagem por suzane negreiros em Ter Abr 23, 2013 1:47 am

o livro mostra como adquirimos conhecimento e saberes para repassamos para os outros atraves dos ensinamentos .

suzane negreiros

Mensagens : 4
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

sandra de sousa lima

Mensagem por sandra de sousa lima em Ter Abr 23, 2013 2:38 am

Paulo Freire apresenta a funçao mediadora do educador, mostrando que o processo de ensino e aprendizagem não deve ser uma mera reprodução, mas uma constante construção atraves do uso da reflexao e da critica

sandra de sousa lima

Mensagens : 7
Data de inscrição : 06/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por ADRIANA DOS SANTOS ARAÚJO em Dom Abr 28, 2013 7:53 pm

Pedagogia da autonomia vem frisar a relação do professor com o aluno, que o educador tem que reforça a capacidade e o pensar do aluno, respeitando os seus pensamentos, sua dignidade, a sua identidade e sua autonomia.

ADRIANA DOS SANTOS ARAÚJO

Mensagens : 7
Data de inscrição : 05/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (coleção Leitura)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum